Tudo em dobro!


Acredito que, pelo menos num primeiro momento, pânico seja a sensação mais comum quando se descobre uma gestação gemelar. Se você leva um susto quando o teste de gravidez dá positivo, imagina se a primeira ecografia mostrar mais de um saco gestacional? Se o pai estiver junto teremos uma grande possibilidade de desmaio. A mãe em geral se controla melhor, mas o susto é inevitável.

Com o advento das drogas para estimular ovulação e também das técnicas de fertilização in vitro, o número de gestações gemelares aumentou muito nos últimos tempos. Pode-se dizer que, nos Estados Unidos, por exemplo, ⅓ das gestações gemelares tem como causa alguma intervenção médica. Existem outros fatores que também aumentam o risco, como idade (acima de 35 anos), paridade, raça, história de gemelar na família da mãe, mas nada aumenta tanto os riscos quanto os processos de fertilização.

Eu adoro fazer uma brincadeira quando o pai e a mãe chegam para iniciar pré natal, ainda sem ecografia. Em geral eles estão ansiosos, querem saber logo o sexo, como está o bebê, quando vai nascer, mas raramente eles pensam na possibilidade de ser mais de um. Aí eu digo: “a primeira eco é transvaginal, serve basicamente para dizer como está o bebê, de quanto tempo é a gestação e quantos bebês nós teremos.” Alguns pais já desmaiam só com está fala (brincadeira).

Confesso que, particularmente, eu penso que deveríamos ter um filho por vez, mas alguns fatores são inevitáveis e, em alguns casos, como numa fertilização, os riscos de não dar certo impõem que se implante mais de um embrião. Lógico, existem regras quanto ao número de embriões que podem ser implantados e elas estão relacionadas à idade da paciente. Resumidamente, pacientes de até 35 anos, são permitidos 2 embriões, dos 36 aos 39 anos 3 embriões e acima de 40 anos, 4 embriões.

As gestações gemelares pode ser dizigóticas, ou gêmeos fraternos, e monozigóticas, ou gêmeos idênticos. Vou explicar cada uma em separado para ficar mais fácil de entender. Lembrando sempre que o intuito do blog não é dar aula.

Gêmeos dizigóticos são comuns em processos de fertilização ou de estimulação ovariana, quando dois óvulos são fertilizados por dois espermatozoides e cada um cresce na sua bolsa, com a sua placenta. São as gestações chamadas dicoriônicas e diaminióticas. Eles podem ou não ter o mesmo sexo e, em geral, são parecidos, mas não idênticos.

Gestações monozigóticas são mais raras e ocorrem pela fertilização de um único óvulo por um espermatozoide. Os bebês podem ter uma placenta e duas bolsas de líquido amniótico - monocoriônica/monoamniótica - ou então uma mesma placenta com bolsas diferentes - monocoriônica/diaminiótica. Estes bebês têm sempre o mesmo sexo e são iguais.

Embora não se fale muito sobre isso, estes parâmetros são definidos ainda no primeiro trimestre. Para o pré natalista e para a família que está à espera de gêmeos, a placentação e o número de bolsas é muito importante, pois já num primeiro momento podemos definir se a gestação tem um maior ou menor risco de complicações.

Por exemplo, bebês que crescem na mesma bolsa, com a mesma placenta, disputam o mesmo espaço e a mesma comida, com um grande risco de haver um desvio de nutrientes para um dos gemelares, com restrição importante no crescimento do outro. Isso é uma complicação grave, que necessita intervenções, algumas vezes intra útero, e pode determinar um nascimento bem prematuro.

Por outro lado, bebês que crescem na sua bolsa, individualmente, com a sua placenta, podem ter uma gestação absolutamente normal, nascer de termo (39/40 semanas), com pesos normais de bebês de gestação única. Neste caso, quem paga o pato é a mãe que no final da gestação vai carregar 6 ou 7 quilos de bebê.

Os riscos maternos de hipertensão gestacional associada ou não a pré eclâmpsia, diabete gestacional, fígado gorduroso, colestase intra hepática, anemia por deficiência de ferro, hiperemese gravídica, alterações hemodinâmicas e de eventos tromboembólicos, é maior em gestações gemelares, porém não tem a ver com a placentação. O diagnóstico e o manejo das complicações é o mesmo que nas gestações únicas.

Em todas as gestações gemelares temos um risco aumentado de restrição de crescimento fetal, trabalho de parto prematuro e anomalias congênitas. No entanto, as gestações de gêmeos idênticos, menos comuns, são as com maior necessidade de intervenções e, na maioria dos casos, de uma cesariana mais precoce.

Algumas orientações básicas para a gestante gemelar, como ganho de peso, por exemplo, dependem muito do seu estilo de vida prévio a gestação. Como nas gestações únicas, pacientes com excesso de peso tem um aporte calórico menor, bem como aquelas nas quais for diagnosticado uma restrição de crescimento fetal, o repouso e aumento de ingesta de proteínas e carboidratos precisa ser maior.

A prática de exercícios físicos também varia de acordo com as condições prévias à gestação. Pacientes sedentárias têm indicação de iniciar o exercício físico depois do primeiro trimestre, sempre com orientação e adequando a sua condição de gestante. No caso das gestações gemelares, temos um fator complicador que é um risco aumentado de trabalho de parto prematuro, que precisa ser muito bem avaliado pelo pré natalista. Eventualmente, o repouso já pode ser necessário muito cedo na gestação.

Muita gente deve estar se perguntando se todo gemelar precisa nascer de cesariana? Não necessariamente. Podemos tentar um parto normal, claro, mas existe uma série de pré requisitos que precisam ser preenchidos para que um parto de gemelar seja seguro. Na imensa maioria das vezes, acaba virando uma cesariana.

A possibilidade de um parto normal é determinada pela posição do primeiro gemelar. Como em gestações únicas, apresentações pélvicas, salvo raríssimas exceções, nascem de cesariana. Então, quando o primeiro gemelar é cefálico, existe a chance de um parto normal, especialmente se o segundo também for cefálico. Lembrando sempre que, depois que o primeiro nasce, o segundo pode mudar de posição ou ter outra complicação e uma cesariana precise ser feita. Basicamente, um dos irmãos nasceu de parto e o outro de cesariana. O que, na prática, não é tão simples assim.

Não menos importante do que tudo isso que eu falei até agora, as alegrias de uma gestação única se multiplicam, às vezes triplicam ou quadriplicam em gestações gemelares. Lógico, você precisa começar o pré natal o quanto antes, ter uma rotina adequada de alimentação, um dia a dia menos corrido, mas deve ser sensacional você ter dois ou mais filhos de uma única vez.

Aproveite e curta cada segundo da gestação, sem se descuidar, mas também sem ficar neurótica com o que pode acontecer. Mesmo sendo uma gestação com risco maior e com mais chance de parto prematuro, na imensa maioria das vezes tudo acaba bem. Além disso, se estressar por antecedência não diminui os riscos, não facilita o processo e aumenta os cabelos brancos. Vamos preservar nossa imagem de mamães lindonas.

Bem vindas!

Meu nome é Maria Fernanda, sou obstetra, mãe da Alice e aprendiz da maternidade. Sejam todos bem vindos ao meu blog!

 

Em 2015 eu vivi uma experiência incrível com a minha gestação. Estando do outro lado da cortina, pude entender melhor algumas dúvidas comuns entre as pacientes. Com isso, surgiu a ideia de fazer um blog. Através dele vou tentar fornecer informações que possibilitem uma gestação mais tranquila. Abordarei semanalmente assuntos baseados nas dúvidas do meu dia a dia no consultório e na minha vivência como gestante, puérpera e mãe. Recentemente eu decidi fazer postagens também com relatos de parto, para dividir as experiências vividas pelas mamães, contadas por elas.

Não esqueçam de deixar um comentário sobre o que acharam do blog, dúvidas ou sugestões para os próximos posts. Se acharem que as informações são úteis, compartilhem e sigam nossas páginas no instagram (@blogacaminho) e facebook (fb.com/blogacaminho).

 

Obrigada pela visita!

Compartilhe:
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Pinterest Social Icon
Mais lidos:
Tags:
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now