Um trabalho especial!


Minha vida inteira eu sempre quis ser médica. Talvez por influência da minha mãe, eu passava bastante tempo no hospital desde pequena. No início não queria ser obstetra, agora não me imagino fazendo outra coisa. Hoje eu posso dizer, sem nenhuma sombra de dúvidas que fiz a escolha certa. Não é uma escolha fácil (nenhuma é). Já perdi muitas festas de família, viagens legais, aniversários, fins de semana de praia, dias com minha filha e meu marido, foram algumas sessões de cinema pela metade … mas dividir este momento com essas famílias que estão se formando, ou então tentando, é muito especial. Este post é sobre isso.

Este último final de semana era para ser de folga, pelo menos da família, tipo dia de princesa. Sim, mamães que tem um tempo livre para sentar no sofá, comendo em paz, com o controle remoto todo seu, sentem-se princesas. Doce ilusão! O Thiago tinha ido à praia com a Alice, eu precisaria trabalhar, então fiquei por aqui. Confesso que acho importante esses momentos só meus que, embora escassos, são especiais. Mamães frescas (leia-se recentes) talvez ainda não entendam, mas algum dia elas vão. Faz muito bem a gente ter um momento só nosso.

Pois então, minha folga durou bem pouco. Logo a cegonha bateu a minha porta e foram 7 nascimentos de sexta até domingo a noite. Não lembro de ter feito tanta coisa desde a residência, ou dos tempos de plantão obstétrico. Costumo dizer que a vida real (sem plantões) é mais calma, ou deveria ser mais calma. Nem todos estes nascimentos foram de pacientes minhas, fiz alguns auxílios também. Afinal de contas, se você está dando sopa no Centro Obstétrico, não custa ajudar os colegas.

Apesar de trabalhar muito, eu saí absolutamente realizada do final de semana. Cada vez mais eu tenho certeza de que eu amo aquilo que eu faço. Não tem palavras para descrever o quanto é emocionante fazer parte deste momento tão especial na vida daquelas mamães e papais que estão surgindo, ou então poder dar força quando alguma coisa sai errado. De fato, tenho um trabalho muito legal.

Todos os nascimentos deixam uma “cicatriz” no Obstetra. Alguns são mais marcantes, outros menos, mas todos deixam uma marca. É um privilégio ser escolhida para compartilhar o nascimento de um filho com alguém. Poder pegar esta criança pela primeira vez e entregá-la para seus pais é incrível.

O último final de semana, embora corrido, foi especial. Todos os nascimentos são especiais, mas é impossível você não se comover com algumas histórias. Assim como também considero impossível você não se envolver emocionalmente com estas histórias. Aliás, quando esse “clic”, que precisa ser bilateral, não acontece, talvez seja o momento de trocar de Obstetra. Eu preciso sentir que aquela família que está se formando confia em mim e esta família precisa saber que você está disponibilizando para eles algo muito precioso, seu tempo. Muitas vezes colocamos nossa própria família em segundo lugar.

Esta foto, que motivou este post, exemplifica um dos muitos momentos especiais que eu tive o privilégio de participar. É o final de um parto incrível, cheio de emoção, de uma família maravilhosa, com uma gestação muito planejada e muito desejada. Quando cheguei em casa a adrenalina era tanta que eu não conseguia dormir.

Então, mesmo cansada, sem voz e com dor de garganta, eu estou absolutamente feliz. Não trocaria meu final de semana por nada. Obrigada papai do céu por me dar este trabalho de presente e por me proporcionar a oportunidade de compartilhar o surgimento da vida todos os dias. E obrigada as minhas pacientes que me escolhem para este momento tão especial.

Se eu pudesse dar um conselho agora, eu diria: trabalhe com algo que você gosta, que te desafie a acordar todos os dias com disposição para mais este dia. Não ache que todos os dias serão bons, que você estará realizado todo o tempo, mas assegure-se de que se sentirá assim na maior parte dele.


Bem vindas!

Meu nome é Maria Fernanda, sou obstetra, mãe da Alice e aprendiz da maternidade. Sejam todos bem vindos ao meu blog!

 

Em 2015 eu vivi uma experiência incrível com a minha gestação. Estando do outro lado da cortina, pude entender melhor algumas dúvidas comuns entre as pacientes. Com isso, surgiu a ideia de fazer um blog. Através dele vou tentar fornecer informações que possibilitem uma gestação mais tranquila. Abordarei semanalmente assuntos baseados nas dúvidas do meu dia a dia no consultório e na minha vivência como gestante, puérpera e mãe. Recentemente eu decidi fazer postagens também com relatos de parto, para dividir as experiências vividas pelas mamães, contadas por elas.

Não esqueçam de deixar um comentário sobre o que acharam do blog, dúvidas ou sugestões para os próximos posts. Se acharem que as informações são úteis, compartilhem e sigam nossas páginas no instagram (@blogacaminho) e facebook (fb.com/blogacaminho).

 

Obrigada pela visita!

Compartilhe:
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Pinterest Social Icon
Mais lidos:
Tags:
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now