Mãos dormentes!


Mãos dormentes, inchadas ou formigando são uma queixa muito comum na gestação que deixa as pacientes em pânico, pois sempre remete a uma patologia grave relacionada ao aumento da pressão arterial. Porém, na imensa maioria dos casos, se não em todos, o edema isolado das mãos não tem nada a ver com a pressão. É importante esclarecer e diferenciar bem este diagnóstico.

A retenção de líquidos ao longo da gestação pode causar edema articular e compressão nervosa, mais comuns no último trimestre. Isto causa dormência, formigamento ou perda de sensibilidade nas mãos, normalmente bilateral. Algumas pacientes têm sintomas mais importantes, com bastante desconforto, outras apenas um incômodo. Mesmo fazendo parte da gama de sintomas comuns da gestação é preciso conversar com o pré natalista sobre eles. Existem outras patologias, também comuns na gestação que podem causar edema e precisam ser excluídas.

Sempre que houver inchaço em alguma parte do corpo da gestante a internet, as vizinhas, a família e todas as outras pessoas que se relacionam com a gestante vão dizer que é muito grave. As pessoas associam o edema na gestação com uma patologia específica deste período, a pré eclâmpsia. No entanto, o edema isolado não serve mais como critério de diagnóstico.

A pré eclâmpsia se caracteriza por alteração da pressão arterial após as 20 semanas, associada a alterações de laboratório. O edema pode estar associado, mas sozinho não caracteriza pré eclâmpsia. Especialmente quando for localizado somente nas mãos, com dormência e formigamento. Em geral o edema da pré eclâmpsia ocorre mais em membros inferiores, ou então de forma generalizada.

Outra patologia que às vezes aparece na gestação é “Síndrome do Túnel do Carpo”. Ela ocorre por uma compressão do nervo mediano no túnel do carpo, causando dor, diminuição/perda da sensibilidade ou dormência no polegar, indicador e dedo médio. As pacientes em geral relatam que acordam com dormência, queimação e formigamento e que os sintomas melhoram mobilizando as mãos.

A síndrome do túnel do carpo é mais comum no terceiro trimestre e os sintomas se resolvem, na grande maioria dos casos, após o parto. Porém, tive uma paciente que iniciou com sintomas na metade da primeira gestação, fazendo apenas tratamento conservador e com melhora parcial após o parto. Ela engravidou de novo e os sintomas já apareceram no primeiro trimestre, com necessidade de intervenção multidisciplinar e cirurgia para correção logo após o parto.

Ok, falei um monte de túnel do carpo, mas não criemos pânico. É um diagnóstico de exceção. A maioria das pacientes tem dormência e formigamento nas mãos por edema gestacional, que se resolve logo após acordar, ou ao longo do dia, conforme ela vai se movimentando. Em geral eu oriento que façam exercícios para movimentar as mãos com aquelas bolinhas de borracha e funciona muito bem.

Então, antes de exercerem o pensamento da desgraça, muito comum entre as gestantes, ou então acreditarem no que as outras pessoas estão dizendo, procure o pré natalista. Especialmente quando a dormência e o formigamento das mãos acontece mais cedo na gestação. Não existe um tratamento específico para estes sintomas, mas podemos aliviá-los ou amenizá-los.

Além disso, é importante fazer diagnóstico diferencial com outras patologias, mesmo que raras ou menos comuns. Assim a gestante fica mais tranquila e a gestação melhor assistida.

Bem vindas!

Meu nome é Maria Fernanda, sou obstetra, mãe da Alice e aprendiz da maternidade. Sejam todos bem vindos ao meu blog!

 

Em 2015 eu vivi uma experiência incrível com a minha gestação. Estando do outro lado da cortina, pude entender melhor algumas dúvidas comuns entre as pacientes. Com isso, surgiu a ideia de fazer um blog. Através dele vou tentar fornecer informações que possibilitem uma gestação mais tranquila. Abordarei semanalmente assuntos baseados nas dúvidas do meu dia a dia no consultório e na minha vivência como gestante, puérpera e mãe. Recentemente eu decidi fazer postagens também com relatos de parto, para dividir as experiências vividas pelas mamães, contadas por elas.

Não esqueçam de deixar um comentário sobre o que acharam do blog, dúvidas ou sugestões para os próximos posts. Se acharem que as informações são úteis, compartilhem e sigam nossas páginas no instagram (@blogacaminho) e facebook (fb.com/blogacaminho).

 

Obrigada pela visita!

Compartilhe:
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Pinterest Social Icon
Mais lidos:
Tags:
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now