Dicas do Blog!


Vem chegando as 36 semanas e a preocupação com as contrações “de verdade” começa. Algumas pacientes têm medo de não identificarem que estão em trabalho de parto. Imagino que seja quase impossível isso acontecer. Dói, de verdade. A contração de trabalho de parto é uma dor que vem, fica muito forte e depois passa. Você pode ficar mais sensível ou com desconforto, mas a contração em si, dá e passa.


Pois então, quando ir pro Hospital?

Via de regra, você deveria esperar que as contrações ficassem regulares. Ou seja, uma contração a cada 3 a 5 minutos, na última hora. Em geral, esta é a característica de um trabalho de parto. Atenção, estamos falando de contrações, sem levar em consideração apresentação fetal - cefálica ou pélvica (sentada) - e ruptura das membranas - bolsa rota.


Mais importante do que saber a hora de ir para a Maternidade é conversar com o pré natalista sobre isso, entender um pouco como funcionam as coisas e tentar ficar calma. Se não conseguir, melhor dar uma volta no Hospital, fazer uma avaliação e voltar pra casa, do que virar uma correria no trânsito. A percepção da dor é muito subjetiva, diferente de paciente para paciente.


Diferente dos bebês de termo, quando você tem contrações longe da data provável de parto, é importante ir para o Hospital tão logo identifique contrações doloridas e ritmadas, pelo risco de trabalho de parto prematuro.

Bem vindas!

Meu nome é Maria Fernanda, sou obstetra, mãe da Alice e aprendiz da maternidade. Sejam todos bem vindos ao meu blog!

 

Em 2015 eu vivi uma experiência incrível com a minha gestação. Estando do outro lado da cortina, pude entender melhor algumas dúvidas comuns entre as pacientes. Com isso, surgiu a ideia de fazer um blog. Através dele vou tentar fornecer informações que possibilitem uma gestação mais tranquila. Abordarei semanalmente assuntos baseados nas dúvidas do meu dia a dia no consultório e na minha vivência como gestante, puérpera e mãe. Recentemente eu decidi fazer postagens também com relatos de parto, para dividir as experiências vividas pelas mamães, contadas por elas.

Não esqueçam de deixar um comentário sobre o que acharam do blog, dúvidas ou sugestões para os próximos posts. Se acharem que as informações são úteis, compartilhem e sigam nossas páginas no instagram (@blogacaminho) e facebook (fb.com/blogacaminho).

 

Obrigada pela visita!

Compartilhe:
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Pinterest Social Icon
Mais lidos:
Tags:
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now