Parto normal x Idade materna!


Quem nunca ouviu algum comentário do tipo: “você é muito nova ou muito velha para fazer parto normal”. Se até eu fico confusa com familiares e colegas que fazem este tipo de colocação, imaginem as pacientes, muito mais suscetíveis opiniões ou críticas. Não sei muito bem definir qual seria a faixa etária ideal para um parto vaginal. Extremos de idade fértil têm indicação de cesariana, seria isso?

Não mesmo. As indicações de cesariana, baseadas em evidências, independem da idade. É um absurdo classificar uma paciente como muito velha ou muito nova para o parto vaginal. Cada vez mais a sociedade impõe barreiras para o parto normal. Consigo listar uma infinidade de motivos para fazermos uma cesariana desnecessária, embasadas em opiniões pessoais ou então em histórias de desfechos ruins de parto normal.

Desculpem se estou sendo repetitiva, mas vivemos num país cesarista por natureza. Todo mundo tem um ou outro motivo para indicar cesariana e a idade materna talvez seja uma das desculpas menos “defensáveis”. Eu tinha 34 anos quando engravidei. Não era nova, mas pelo amor de Deus, 34 anos. Mesmo assim eu fui chamada de velha para ter um parto.

Vamos pensar fisiologicamente, ou medicamente. O parto normal, quando bem manejado, de preferência com um pré natal adequado, é um evento fisiológico. Fomos projetadas para parir pela via vaginal. Talvez, como mulheres, seja esta nossa função mais primitiva - crescer, menstruar, ter filhos, criar este filho, ter outros filho … Talvez no início da humanidade este fosse, basicamente, o sentindo da vida da mulher (ainda bem que isso mudou).

Então, será que nossas avós, bisavós, tataravós, que tinhas filhos com 14, 15, 17 anos tinham indicação de cesariana, única e exclusivamente em função da idade? Da mesma forma, as pacientes acima dos 35 ou 45 anos, deveriam ser submetidas a um processo cirúrgico, pois estão velhas para um parto vaginal?

Lógico que não. Eu entendo que esse “mito” dos extremos de idade tenha motivos diferentes. Vou tentar explicar cada um deles, do meu ponto de vista (pessoal), para tentar deixar as coisas mais claras e tirar um pouco a idade das indicações. Em outras palavras, vou tentar diminuir indicações furadas, ou então deixar as mamães com um pouco mais de “embasamento” para lutarem por suas escolhas.

Primeiro, você é muito nova para um parto vaginal. Essa desculpa em geral engloba as pacientes abaixo dos 20 anos e tem muito a ver com a dor. Eu vejo muitas mães, pais, avós, familiares e amigos em geral, com “pena” das adolescentes grávidas que precisar sentir dor para ter seus filhos. Pois então, pena não é um sentimento legal. Assim como a indicação pura e simples de cesariana porque você tem 18 anos, por exemplo.

Vocês precisam entender que a chance de múltiplas cesarianas aumenta quanto mais cedo é feita a primeira cirurgia. Especialmente as adolescentes, na minha opinião, quando bem indicado e sem outros riscos, deveriam tentar um parto normal. Cabe aos pré natalistas desmistificar a tal da idade e, principalmente, cabe a família, dar suporte emocional para estas pacientes quando elas desejam o parto normal. Aquela frase “coitadinha, vai sofrer tanto, sentir tanta dor” deveria ser abolida do vocabulário das pessoas que convivem com gestantes.

Tenho uma série de pacientes nesta faixa de idade que foram contra tudo e contra todos e optaram pelo parto normal e se “empoderaram” dos seus partos, com uma força e um amor que me surpreenderam. Já perdi as contas de quantas vezes eu terminei um parto, de uma suposta adolescente e eu pensei: que MULHER INCRÍVEL. Sim, depois que você engravida, a vida muda, você é obrigada a crescer, física e emocionalmente e a via de parto também tem a ver com esse crescimento.

E o outro extremo, por exemplo as mulheres acima dos 40 anos. As velhas para o parto normal. Não, não, não, mil vezes não. Se pensamos logicamente, pacientes acima dos 40 anos, fisiologicamente tem mais risco anestésico e cirúrgico decorrente da idade. Como assim? Simples, se você indicar uma cirurgia (não cesariana) para uma paciente de 25 anos você tem uma tipo de preocupação pré operatória. Se esta paciente tem mais de 40 anos você tem outras preocupações. Pelo simples fato da idade. Sendo assim, os riscos cirúrgicos aumentam com a idade, não os riscos de parto.

Então, idade não é fator determinante para escolher a via de parto. Independente de ter 16 ou 46 anos, se você tiver boas condições de saúde, um acompanhamento adequado e uma equipe apta a assistir seu parto e, muito importante, se você deseja tentar, vá em frente. Não existe muito nova ou muito velha. O que existem são evidências científicas.

Bem vindas!

Meu nome é Maria Fernanda, sou obstetra, mãe da Alice e aprendiz da maternidade. Sejam todos bem vindos ao meu blog!

 

Em 2015 eu vivi uma experiência incrível com a minha gestação. Estando do outro lado da cortina, pude entender melhor algumas dúvidas comuns entre as pacientes. Com isso, surgiu a ideia de fazer um blog. Através dele vou tentar fornecer informações que possibilitem uma gestação mais tranquila. Abordarei semanalmente assuntos baseados nas dúvidas do meu dia a dia no consultório e na minha vivência como gestante, puérpera e mãe. Recentemente eu decidi fazer postagens também com relatos de parto, para dividir as experiências vividas pelas mamães, contadas por elas.

Não esqueçam de deixar um comentário sobre o que acharam do blog, dúvidas ou sugestões para os próximos posts. Se acharem que as informações são úteis, compartilhem e sigam nossas páginas no instagram (@blogacaminho) e facebook (fb.com/blogacaminho).

 

Obrigada pela visita!

Compartilhe:
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Pinterest Social Icon
Mais lidos:
Tags:
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now