Laqueadura!

Ainda hoje, quando o acesso a informação é facílimo, ouço pacientes e colegas usarem a desculpa “vou fazer (ou fiz) cesariana para fazer laqueadura”. Não gente, mil vezes não. Essa é outra das muitas desculpas furadas para indicar um procedimento cirúrgico desnecessário. Aliás, salvo raríssimas exceções,  não é permitido fazer uma cesariana por este motivo.

 

Nossa legislação é bem clara quanto a realização de laqueadura no momento da cesariana. Existem inúmeras restrições e contra indicações para essa associação de procedimentos. Exceto em casos de risco comprovado de morte materna, ela só é autorizada quando a paciente já tem duas cesarianas prévias. Vejam bem, não são gestações, são cesarianas. 

 

Tanto no sistema público, quanto no privado, é preciso que a laqueadura seja autorizado previamente, algumas vezes com necessidade de autenticação em cartório. Normalmente os Hospitais exigem essa autorização e ainda um termo de consentimento assinado no momento da internação.

 

A lei que autoriza a laqueadura tubária quando a mulher tem capacidade civil plena, é maior de 25 anos ou tem, pelo menos, dois filhos vivos, serve somente para procedimentos eletivos, ou seja, realizados em outro momento, não associado a cesariana.

 

Precisamos parar de arrumar desculpas para justificar cesarianas desnecessárias. Mais do que isso, precisamos parar de embasar indicações de cesariana em experiências pessoais. Obstetrícia se faz com embasamento científico.

Compartilhe
Compartilhe
Curtir
Please reload

Bem vindas!

Meu nome é Maria Fernanda, sou obstetra, mãe da Alice e aprendiz da maternidade. Sejam todos bem vindos ao meu blog!

 

Em 2015 eu vivi uma experiência incrível com a minha gestação. Estando do outro lado da cortina, pude entender melhor algumas dúvidas comuns entre as pacientes. Com isso, surgiu a ideia de fazer um blog. Através dele vou tentar fornecer informações que possibilitem uma gestação mais tranquila. Abordarei semanalmente assuntos baseados nas dúvidas do meu dia a dia no consultório e na minha vivência como gestante, puérpera e mãe. Recentemente eu decidi fazer postagens também com relatos de parto, para dividir as experiências vividas pelas mamães, contadas por elas.

Não esqueçam de deixar um comentário sobre o que acharam do blog, dúvidas ou sugestões para os próximos posts. Se acharem que as informações são úteis, compartilhem e sigam nossas páginas no instagram (@blogacaminho) e facebook (fb.com/blogacaminho).

 

Obrigada pela visita!

Compartilhe:
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Pinterest Social Icon
Mais lidos:

Movimentação Fetal!

16/09/2020

1/5
Please reload

Tags:
Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now