Câncer de Mama e Gestação

Estamos no outubro rosa, então resolvi falar de um assunto dificilmente abordado nas consultas ou nas conversas entre gestante, mas muito importante. Usei como base de dados um artigo do site infomama, escrito pela Dra Camile Cesa Stumpf, Mastologista.


O câncer de mama na gestação é raro, acometendo 1 em cada 3000 mulheres, sendo definido quando o diagnóstico é feito durante a gestação ou no primeiro ano após o nascimento.


O fato das mulheres estarem engravidando mais tarde, pode acarretar um aumento da incidência desta patologia. O câncer de mama não é causado pela gestação, mas o estado hormonal da gestante pode fazer com que a doença se desenvolva mais rápido.


O diagnóstico clínico é bastante difícil, devido às alterações decorrentes do preparo das mamas para a amamentação. Sempre que há um nódulos suspeito, que permanece por mais de duas semanas, está indicada uma avaliação mais específica.


A ecografia mamária é o exame de escolha, também podendo ser feita uma mamografia quando há necessidade de complementar a avaliação. Sempre lembrando que, durante a gestação, a mamografia está liberada, desde que seja feita proteção abdominal. A ressonância magnética está liberada depois do 1º trimestre, desde que não seja usado contraste de gadolínio.


O diagnóstico definitivo é feito por meio de biópsia das lesões suspeitas. A maioria das pacientes apresentam carcinomas ductais invasores associados a fatores de maior agressividade.


O tratamento adequado depende da idade gestacional e do estádio do tumor no diagnóstico, sendo sempre multidisciplinar. Em caso de necessidade, a cirurgia pode ser realizada com segurança na gestação, sem contra indicação das medicações usualmente usadas para anestesia. Além disso, a biópsia do linfonodo sentinela também pode ser feita, com uso de corante adequado.



Bem vindas!

Meu nome é Maria Fernanda, sou obstetra, mãe da Alice e aprendiz da maternidade. Sejam todos bem vindos ao meu blog!

 

Em 2015 eu vivi uma experiência incrível com a minha gestação. Estando do outro lado da cortina, pude entender melhor algumas dúvidas comuns entre as pacientes. Com isso, surgiu a ideia de fazer um blog. Através dele vou tentar fornecer informações que possibilitem uma gestação mais tranquila. Abordarei semanalmente assuntos baseados nas dúvidas do meu dia a dia no consultório e na minha vivência como gestante, puérpera e mãe. Recentemente eu decidi fazer postagens também com relatos de parto, para dividir as experiências vividas pelas mamães, contadas por elas.

Não esqueçam de deixar um comentário sobre o que acharam do blog, dúvidas ou sugestões para os próximos posts. Se acharem que as informações são úteis, compartilhem e sigam nossas páginas no instagram (@blogacaminho) e facebook (fb.com/blogacaminho).

 

Obrigada pela visita!

Compartilhe:
  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Pinterest Social Icon
Mais lidos:
Tags:
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now